sábado, 7 de novembro de 2009

Viagens de um Sábado a Noite


Bendito sábado. Calor pra caralho, saco estourando de tanto cheio e ouvido doendo de tanto usar fone de ouvido. Gente, gente, pra todo lugar que eu olho tem gente, gente rezando, gente reclamando, gente descontente  com a vida.
E esse calor, SÃO PEDRO LIGA O AR, credo, como que vive assim? E aqui estou eu, injuriada, cansada, pensando que amanhã eu tenho que pegar a estrada, pensando que eu preciso de uma cadeira melhor, pensando que eu realmente não moro mais aqui.
E divagando levemente que eu não fiz NADA do que eu queria fazer essa semana , menos as coisas da facul, aliás eu não me orgulho NEM UM POUCO de ter feito isso, preferia ter gastado todo esse tempo num bar e depois varar a madrugada fazendo. Agora eu vou ter que dormir. Mas voltando, essa foi uma semana parcialmente inútil mas a minha cabeça tava tãaaao longe que nem brava eu tive a capacidade de ficar.
Onde minha cabeça estava? Boa pergunta, estou esperando ela VOLTAR pra perguntar isso pra ela. Acho que ela tava numa estrada que dava pra no mínimo uns cinco lugares diferentes. Ela tava rodando sem rumo procurando alguma coisa pra se prender.
Mas enquanto eu não acho minha cabeça eu me contento com essa apatia estranha e confusa. E amanhã eu volto pra minha cidade e não sei se isso vai melhorar ou piorar essa minha situação. E hoje especialmente eu vou ter que tomar remédio pra dormir.
Boa Noite.

Um comentário:

GS.Tortuguita disse...

O calor deixa a gente assim mesmo. Eu também não consegui fazer nada do que queria no final de semana, mas pelo menos ele não foi de todo inútil.

Quando a sua cabeça voltar, coloque ela no lugar porque imagino que você tenha motivação o suficiente =]