terça-feira, 6 de outubro de 2009


Eu sou uma contradição
E foge da minha mão fazer com que tudo o que eu digo
Faça algum sentido
Eu quis me perder por aí
Fingindo muito bem que eu nunca precisei de um lugar só meu


Chega a ser engraçado minha instabilidade. É só eu ler meus posts antigos pra eu ver que tudo tem a tendência a se repetir.

E hj eu vou pra sanca. Fica o maior beijo do mundo para os melhores amigos do mundo.

Um comentário:

Gabriel disse...

não reme, não reme, não contra a maré, fugir fugir de vc, vc nao pode.
estava aqui pensando bebada, e pensando e ficando, ficando, indo pra la pra longe, cada vez mais longe, contra a maré?